7 tendências de SEO atuais para se manter a frente da concorrência

2216565Já estamos chegando na metade do ano mais nunca é tarde para começar a implementar as técnicas de SEO em seu Site ou Blog, se o seu negócio online precisa de um UP, aplicando algumas das técnicas de otimização de sites que apresentaremos a seguir os seu resultados melhoraram significativamente.

Manter-se atualizado em relação as últimas tendências em Search Engine Optimization(SEO) tem fundamental importância para manter a vantagem competitiva em relação aos concorrentes.

1) Palavras amigas do “Beija-Flor”

Não, não estou sendo hippie. O beija-for, ou melhor, o Hummingbird é o algoritmo responsável por compreender as buscas realizadas pelo usuário. Ele que faz a diferenciação de uma palavra exata x a intenção de pesquisa do suário.

As palavras-chave ainda são importantes na elaboração do conteúdo. Mas agora você deverá pensar também em centenas de combinações diferentes que casem com o texto. Por exemplo, para uma floricultura que tem como palavra-chave o termo flores, tente inserir no texto frases como arranjo de flores para mesas, onde comprar flores para namorados, entrega de flores.

Em seguida, classifique estas frases em três categorias: informação, navegação e ação de compra. Crie conteúdos informativos e educativos, que ligam seu produto para a página de vendas. Consultas de navegação servem para quem está procurando por sua marca ou produto direto. Consultas de ação de compra são aquelas que vão direto ao ponto. Inclua as palavras desconto, comprar, contratar, etc.

2) Aprimorar a estrutura de URL do seu site

Ter uma estrutura simplificada de URL ajudam, muitas vezes, a melhorar o posicionamento de seu site nos mecanismos de busca. Sites com uma estrutura complicada tendem a perderem espaços e relevância. Lembre-se da busca amigável e foco no usuário.

URLs dinâmicas que acabam com caracteres como ?=id234+asjKs são as que possuem maior taxa de regeição, e por consequência, são as que mais sofrerão negativamente no ranking. Estas URLs não possuem os termos da pesquisa no link, não possuem as palavras-chave e seu índice de qualidade são completamente baixos. Invista um pouco mais de tempo no desenvolvimento e utilize as URLs amigáveis.

Atenção: Muitas pessoas acham que lotar a página de links é ótimo para o SEO do site. ERRADO – Páginas com muitos links ou com links irrelevantes ao conteúdo são penalizadas e o domínio pode até ser banido do mecanismo de busca. O Google não estabelece mais o limite de até 100 links por página, ao invés disso ele aconselha a fazer ligações relevantes aos leitores. Se você possui muitos links relevantes aos usuários do seu site, tente dividir este conteúdo em várias páginas.

3) Foco em poucos links, porém qualificados

É muito melhor ter poucos links vindos de grandes referências do que milhares de links em sites com pouco ou nenhum acesso.

Links Editoriais – Geralmente são ligações vindas de sites de comunicação. Notícias sobre sua empresa, citações, artigos, resenhas, etc. PS: Assim que sair um conteúdo seu em algum veículo, compartilhe na hora nas redes sociais #ficadica

Citação conjunta – Toda a vez que o link para seu site aparece junto com concorrentes ou produtos semelhantes. Ele é muito bom para o SEO pois o Google identifica que sua empresa é semelhante a outras que podem ter uma visão melhor no buscador. Uma forma simples de conseguir isto é fazendo uma lista como: “top 10 (termo para seu produto/serviço)” ou “Os melhores (termo para seu produto/serviço) de 2014“.

Exemplos: Top 10 sites de SEO do Brasil ou Os melhores sites de SEO de 2014

4) Veja além dos resultados personalizados

Os resultados do Google são totalmente personalizados de acordo com o seu histórico de navegação de localização de seu endereço IP. Isso faz com que o resultado de uma pesquisa sobre o mesmo termo emPorto Alegre seja completamente diferente para um usuário em Florianópolis.

Estes problemas podem aparecer também quando utilizamos uma ferramenta SEO em ambiente web, pois estas ferramentas pegam a sua localização e seu IP para as referências de consulta. Uma dica é utilizar oRank Tracker ou outra ferramenta do gênero que permita alterar os fatores de localização.

5) Criptografia segura HTPPS

A algumas semanas o Google anunciou oficialmente que o HTTPS seria um de seus fatores para o ranking das pesquisas realizadas pelos usuários. Isto significa que sites que utilizam o protocolo de segurança tendem a serem melhores posicionados no buscador.

Mas claro, se o seu site não lida com dados de clientes como CPF, RG ou Informações Financeiras estas alterações não farão a menor diferença no posicionamento. Portanto, se você possui um blog sobre a surf, não vai perdendo os cabelos tentando saber como colocar o HTTPS em seu site.

6) Mobile

Cada vez mais vemos mais e mais consumidores à procura de informações, produtos e preços a partir de dispositivos móveis. As marcas precisam estar preparadas para monetizar o tráfego de busca móvel, o que historicamente tem sido mais difícil de fazer do que em desktop. A experiência do site, conteúdos e fluxos transacionais precisam ser otimizados para atender o crescente fluxo de usuários de dispositivos móveis.

7) Diversificação dos canais e mais investimento em SEO

Durante muito tempo, o marketing digital, para ter escala, manteve-se muito dependente da plataforma do Google AdWords, que era capaz de trazer resultados no curto prazo. Uma grande tendência que pudemos ver no ano passado e que irá se intensificar em 2015 é a maior diversificação dos canais de tráfego, seja de grandes marcas ou de sites de comércio eletrônico. O SEO, com seu amplo leque de benefícios (relevância, autoridade, usabilidade, tráfego e aquisição de clientes ou vendas), em uma quantidade grande de empresas vem tendo o seu budget aumentado. Porque traz resultados. E vai aumentar cada vez mais.